Revitalização da Feirinha segue com desocupações no segundo e terceiro quarteirões

 Ao todo, ocupantes de 26 imóveis já têm negociações concluídas com a Prefeitura de Araguaína e receberam indenizações em acordos junto à Justiça Estadual

Várias instituições participam da ação que deve durar toda esta terça-feira, 5. Os prédios demolidos têm Parecer Técnico de Vistoria e Avaliação das Benfeitorias da Defesa Civil e indenizações pagas aos ocupantes

 
A revitalização da Feirinha teve continuidade nesta terça-feira, 5, com a desocupação de 26 imóveis no segundo e terceiro quarteirões. A Prefeitura de Araguaína continua realizando audiências de conciliação com os ocupantes dos 46 boxes restantes. Os prédios demolidos têm Parecer Técnico de Vistoria e Avaliação das Benfeitorias da Defesa Civil e as indenizações pagas foram acordadas no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc).
 
De acordo com o procurador geral do Município, Gustavo Fidalgo, além do pagamento da indenização, houve auxílio-transporte para quem não tem como carregar os produtos e objetos. “Estamos dando todo o suporte para comerciantes e moradores, e esperamos acordo com todos em breve. As audiências presenciais foram suspensas por causa da covid-19, então estamos tentando fazer remotamente por videoconferência”, explicou.
 
Várias instituições participam da ação que deve durar toda esta terça-feira, 5, entre elas estão Procuradoria Geral do Município, secretarias da Infraestrutura, Assistência Social e Saúde, Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS/AD 3), Defesa Civil, Agência de Segurança Transporte e Trânsito (ASTT), Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran-TO), policias Militar e Civil.
 
A equipe do Departamento de Proteção Social Especial esteve presente para suporte às pessoas em situação de vulnerabilidade. “Desde encaminhamento de pessoas com dependência química, também de pessoas sem moradia às casas de acolhimentos ou programa de aluguel social, entre outros auxílios estão sendo oferecidos”, detalhou o diretor Lucas Andrade.
 
Mais segurança
A transformação marcará a história de Araguaína pelo desenvolvimento econômico e social que proporcionará à região. Em uma década, o local antes conhecido como ponto de tráfico de drogas, prostituição e violência terá comércio aquecido, gerando emprego e renda, além de proporcionar a valorização imobiliária de setores como o Bairro São João, Eldorado e Santa Terezinha.
 
A comerciante Emilia Barbosa da Silva, 56 anos, tinha uma lanchonete no local há 32 anos. “O que dificultava o trabalho aqui foi o problema da droga. Sei que tentaram acabar com isso, mas não conseguiram”, afirmou. Ela recebeu um espaço comercial no Galpão Feirinha, onde estão os comerciantes da primeira etapa desocupada.
 
Durante a ação, a Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (Denarc) prendeu um casal por suspeita de crime de tráfico de drogas e foi lavrado um termo circunstanciado de ocorrência em desfavor de um terceiro por uso de drogas.
 
Revitalização
O processo de revitalização da Feirinha foi iniciado pela gestão do prefeito Ronaldo Dimas em junho de 2018. Após a conclusão dos acordos de desocupação dos 82 imóveis do primeiro quarteirão, foi executada a demolição da primeira etapa. No local, está sendo construído o Mercado Municipal Nova Feirinha, previsto para ser entregue até novembro. As obras estão em reta final, em que recebe cobertura, instalação de elevador para acessibilidade, parte elétrica e hidráulica, piso, forro e as divisórias internas.
 
Com a desocupação do segundo e terceiro quarteirões, se abre caminho para implantação do estacionamento e uma praça no segundo quarteirão e avanço das negociações com o Governo do Estado para instalação do complexo de delegacias.

A Prefeitura de Araguaína continua realizando audiências de conciliação com os ocupantes dos 46 boxes restantes

 


Após a conclusão dos acordos de desocupação dos 82 imóveis do primeiro quarteirão, foi executada a demolição da primeira etapa. No local, está sendo construído o Mercado Municipal Nova Feirinha, previsto para ser entregue até novembro

Fonte: Marcelo Martin / Foto: Marcos Sandes/Ascom

Posts recentes

Categorias

Assinar!

Blog

http://cerradopost.com/blogkonjuntura/

Redes Sociais!

Share On Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons