Começa disputa em Araguaína: Ronaldo Dimas ataca com virulência o deputado federal Célio Moura e arma palanque para o PT

Ao atacar com virulência o deputado Célio Moura, o prefeito de Araguaina, que não tem como explicar a crise sanitária na cidade, acabou antecipando a campanha do adversário

Por: HELVÉCIO CARDOSO

Reprodução: Jornal Página Aberta

Apesar do adiamento das eleições municipais, a temperatura política de Araguaína vai subindo rumo ao ponto de fervura depois ter passado várias semanas sendo cozida em água fria.

A crise sanitária na cidade entrou em fase aguda. O sistema local de atendimento médico está colapsando. Araguaína é a cidade Tocantinense com o maior número de mortes por Covid-19. Tanto em números absolutos quanto em relativos. Talvez soasse exagero de linguagem dizer que a cidade toda está infectada. Não está. Mas caminha para isso.

Acossado por uma situação fora de controle, e que ele nunca tentou controlar, o prefeito Ronaldo Dimas tomou uma iniciativa que talvez, se milagres existirem, cure toda a cidade e ressucite os mortos. Atacou violentamente o deputado petista Célio Moura, através de nota distribuída à imprensa.

O deputado respondeu imediatamente, através de nota divulgada aqui nestas abertas páginas. Confira.

Leia Mais…

Não podia ter havido melhor coisa para Célio. A polêmica,  o embate, e o debate são o seu elemento. É onde ele gosta de estar, é onde sente maior prazer na luta política. Ronaldo Dimas, cujo estilo é baixo perfil, e sempre procurou fazer  papel de “político técnico”, pode ter cometido um erro tático: cutucou a onça com vara curtíssima.

Célio está tranquilo, em paz com sua consciência. “Fui o único político que, no começo da pandemia, pregou o isolamento social, o fechamento temporário do comércio, e insistiu na reabertura da UPA da Vila Norte, que o prefeito desativara. Fui uma voz solitára clamando no deserto. E o resultado é este: a crise sanitária explodiu, dezenas já morreram graças à teimosia do sr. Ronaldo Dimas, um cabeça dura que, apesar de engenheiro, prefere acreditar num louco como Bolsonaro a prestigiar a ciência. É chato repetir isso, mas eu avisei, venho avisando, continuo avisando”, lastima-se o deputado.

Mas o ataque despropositado do prefeito ao deputado está inserido mesmo é no contexto eleitoral.  Ronaldo Dimas e seus aliados vão perder as próximas eleições. É a tendência que  vem crescendo. Nas últmas eleições, O PT perdeu por insigificante margem de votos. Todas as forças reacionárias, conservadoras, corruptas e fisiológicas de Araguaína se uniram contra o partido de Célio Moura. A imprensa venal, as velhas lideranças de antanho, Siqueira Campos e Raimundo Galdino, todos eles de mãos dadas contra o candidato petista. Apesar disso, por muito pouco o PT não venceu.

“Mas agora é diferente”, observa Célio. “A conjuntura mudou, a maré virou. A turma do Dimas até agora não conseguiu viabilizar uma candidatura competitiva. Todo mundo com medo de ir para o sacrifício. Nós, ao contrário, temos uma candidatua de consenso posta há bastante tempo, o companheiro Leador, homem digno, honrando, preparado, magistrado aposentado; temos a nossa militância cada vez mais agerrida, unida e coesa em torno de nossos líderes; temos o respeito do povo, o apoio dos formadores de opinião”, mostra Célio, cheio de entusiasmo.

Vontade de vencer

O deputado lembra que “foram os governos Dilma e Lula que mandaram dinheiro para a prefeitura de Araguaína fazer obras, e disso  o povo sabe e não esquece. Este governo Bolsonaro, que o atual prefeito adora com devoção, nunca mandou um centavo para cá, e disto o povo sabe e vai lembrar. Fomo nós, do PT, através das nossas emendas de bancada, que viabilizamos recursos para a saúde pública de Araguaína, de mais de três milhões de reais; e o povo sabe que isto é fruto do nosso trabalho”, argumenta.

O PT, diz Célio, é a opsição que produz resultados, denuncia os erros e indica as alternativas. “Temos ajudado a cidade com nossa fiscalização atuante, com a nossa busca de recursos para a saúde, sem negociar cargos e vantagens. É claro que tudo isso vai se refletir no resultado eleitoral. O PT vai vencer as próximas eleições, se Deus quizer. Vamos eleger o Prefeito e fazer maioria na Câmara Municipal. Vamos consertar os erros desta administração nefasta,  antipopular e antipatriótica. Vamos reveter a privatização da Saúde e da Educação” empolga-se.

Na avaliação de  Célio, são tais as circunstâncias que levaram Ronaldo Dimas ao desespero. “O fracasso se instalou na sua casa e a derrota já bate às suas portas”, ironiza. Por isso o riso de satisfação do deputado. Com este ataque, Dimas antecipou a campanha, o que é sempre bom para quem está na opoição. O prefeito armou o palanque do PT.

Categorias

http://cerradopost.com/blogkonjuntura/

Redes Sociais!

Assinar

Share On Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons