Táxi-lotação vira modalidade de transporte público em Araguaína; prefeitura definirá linhas

Por Redação:

Inclusão foi efetuada pela Lei Complementar nº 074, de 03 de novembro de 2020.

Já está em vigor em Araguaína a lei municipal que inclui o táxi-lotação como modalidade de transporte público no município. O serviço poderá ser prestado por táxis e mototáxis e visa acabar com o transporte clandestino na cidade.

A inclusão foi efetuada pela Lei Complementar nº 074, de 03 de novembro de 2020, sancionada pelo prefeito Ronaldo Dimas e publicada no Diário Oficial do Município da terça-feira (3). A mudança é fruto de um projeto de autoria do vereador Terciliano Gomes (PSD).

A lei altera a redação do inciso II, artigo 2º, da Lei Complementar nº 24, de 15 de maio de 2014, e acrescenta um parágrafo único ao mesmo artigo.

Conforme a alteração, o ‘transporte complementar táxi-lotação’ poderá ser prestado por Microempreendedor Individual com CNPJ e/ou por pessoa física com CPF. Antes, a denominação era ‘transporte coletivo urbano complementar’ e poderia ser prestado exclusivamente por pessoa jurídica na forma de cooperativa.

O parágrafo único incluído no artigo da lei diz que o táxi-lotação será prestado preferencialmente pelos permissionários excedentes de táxis e mototáxis devidamente credenciados junto ao Município.

Já as linhas a serem exploradas pelo novo serviço serão distribuídas conforme prévia definição da prefeitura. A lei também proíbe a prestação do serviço de táxi e mototáxi convencional por veículos do serviço de táxi-lotação e vice-versa.

Foto: Marcos Filho Sandes

Lei Complementar nº 074, de 03 de novembro de 2020

Lei Complementar nº 24, de 15 de maio de 2014

Posts recentes

Categorias

Blog do Ryba Lima

https://selo144.wordpres.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons