Ambiente Cidade

Seminário destaca suporte profissional para licenciamento ambiental em Araguaína

Durante evento realizado ontem, além das orientações, profissionais que atuam em Araguaína se apresentaram para empresários que buscam se adequar às leis de sustentabilidade

Os  seminários de Conscientização Ambiental são dedicados às empresas geradoras de resíduos em Araguaína e fazem parte do Programa Araguaína + Ambiente, que incentiva boas práticas ambientais

O Seminário Municipal de Conscientização Ambiental – resíduos sólidos contaminados, realizado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Araguaína na tarde dessa quarta-feira, 14, no auditório do Unitpac, destacou para empresários locais o suporte profissional que a cidade oferece para licenciamento ambiental. Segundo o secretário Júnior Marzola, as orientações e a apresentação das diversas empresas que já atuam na cidade tornam as adequações possíveis para todos os empreendimentos que geram lixo contaminado.

“Levamos conhecimento para que todos estejam adequados conforme a Lei Nacional dos Resíduos Sólidos, não poluindo aos arredores da cidade e tendo acesso ao Licenciamento Ambiental”, complementou o secretário.

Hoje são mais de 20 empresas em Araguaína que elaboram a documentação e tornam a empresa ambientalmente correta na coleta de resíduos junto ao Município. Participaram do evento consultores ambientais e representantes de oficinas, lava jatos, postos de combustíveis e retíficas.

Para o proprietário de uma empresa de hidráulica, Raimundo Mendes, esse suporte é essencial. “Para a gente é muito bom, porque no nosso ramo há muita cobrança para evitar a poluição do meio ambiente e a gente fica muito perdido. Como cidadão de Araguaína também, para facilitar nossa coleta de lixo, de forma correta, e preservar o meio ambiente”.

Oportunidade

O vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Veículos, Peças e Acessórios do Estado do Tocantins (Sincopeças), Darci de Brito Veloso, citou que eventos como esses trazem uma conscientização para que não haja poluição do meio ambiente. “Já que trabalhamos com resíduos contaminados, a Prefeitura está dando a oportunidade para que todos se regularizem e não haja contaminação”.

Veloso ainda lembrou que a licença ambiental também é essencial para a busca de crédito. “É cobrado nos bancos, não se consegue nenhuma linha de crédito se você não tiver o certificado ambiental”.

Araguaína + Ambiente

Esse foi o segundo seminário dedicado às empresas geradoras de resíduos em Araguaína. O primeiro, em maio, foi com representantes de serviços de saúde, como farmácias e clínicas. Além desses, outros dois serão realizados para abordar os temas Produtos Agropecuários e Agenda 21.

Os eventos fazem parte do Programa Araguaína + Ambiente, que incentiva boas práticas que podem melhorar a qualidade de vida da população, por meio da conscientização sobre o papel ativo na sustentabilidade, usando atividades educativas.

Hoje são mais de 20 empresas em Araguaína que elaboram a documentação e tornam a empresa ambientalmente correta na coleta de resíduos junto ao Município

Para o proprietário de uma empresa de hidráulica, Raimundo Mendes, esse suporte é essencial. “Para a gente é muito bom, porque no nosso ramo há muita cobrança para evitar a poluição do meio ambiente e a gente fica muito perdido”

O vice-presidente do Sincopeças, Darci de Brito Veloso, citou que a licença ambiental também é essencial para a busca de crédito. “É cobrado nos bancos, não se consegue nenhuma linha de crédito se você não tiver o certificado ambiental”.

(Thatiane Cunha/Fotos: Marcos Sandes/Ascom)

Posts recentes

Categorias

Editor
Webjornalista & blogueiro
http://cerradopost.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *