Governo do Tocantins propicia interação de segmentos artísticos na 4ª edição da Sexta Cultural

Sexta Cultural oferece atrações culturais para pessoas de todas as faixas etárias, classes sociais e gostosWladimir Machado/Governo do Tocantins Dupla tocantinense de Araguatins, Marlon e Muriel, animou os apaixonados por músicas sertanejasJunior Sete Cordas embalou o público tocantinense com muito samba e chorinhoTrupe Açu apresentou um espetáculo com muita trapalhada e malabarismo

A 4ª edição da Sexta Cultural já se consagra como um dos maiores eventos do calendário cultural de Palmas. Realizada nessa sexta-feira, 20, a edição foi recheada de atrações diversas e gratuitas, na área externa do Memorial Coluna Prestes, na Praça dos Girassóis. A população pode prestigiar shows, intervenções artísticas circenses e dança, além de exposição e comercialização de artesanato e de comidas regionais.

Criada para refletir o espírito tipicamente tocantinense de uma cidade jovem e bela, a Sexta Cultural é um evento que oferece atrações culturais para pessoas de todas as faixas etárias, classes sociais e gostos. O projeto visa promover a convivência em espaço público, convidando a população a se apropriar do centro da cidade por meio da arte, música, dança e manifestações populares.

A vice-presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Munira Hawat, que na ocasião representou o presidente Tom Lyra, frisou que o compromisso do governador Mauro Carlesse e do presidente da Adetuc é dar uma atenção especial aos valores culturais do Tocantins para contribuir com o fortalecimento de todos os segmentos artísticos, além de fomentar a economia criativa do estado.

Atrações

No palco da 4ª edição da primeira temporada de 2019 da Sexta Cultural se apresentaram cantores tocantinenses que já estão na estrada há muito tempo e trouxeram para a plateia repertórios diversificados com canções bem conhecidas pelo público, contemplando ritmos como samba, chorinho, sertanejo e clássicos da MPB. A primeira atração da noite ficou por conta do cantor Mateus Massoli.

Em seguida, com canções de autoria de grandes nomes da música brasileira a exemplo de Arlindo Cruz, Fundo de Quintal, Wilson das Neves, Moacyr Luz e Gonzaguinha, além de composições autorais, o cantor Junior Sete Cordas embalou o público tocantinense com muito samba e chorinho. “Essa programação voltada para a área cultural, com músicas boas de artistas regionais, vem fortalecer nossa categoria. O poder público está realmente buscando valorizar a cultura e dando oportunidades para mostramos nossos trabalhos; estou muito satisfeito e espero que esse projeto continue”, enfatiza o cantor.

Também não poderia faltar na programação a música sertaneja que foi muito bem representada pela dupla tocantinense de Araguatins, Marlon e Muriel, que animou os apaixonados pelo estilo musical. “A Sexta Cultural é realmente uma iniciativa muito boa para nós músicos do estado. Palmas estava precisando disso, porque a Capital é uma referência para consagrar seus artistas, e toda essa estrutura montada aqui para um contato direto com o público nos enaltece. Quero parabenizar o presidente da Adetuc, Tom Lyra, o superintende de Cultura, Álvaro Junior, e toda a organização do evento”, comemora Marlon.

O cantor Diego Castelo fechou a programação da noite e apresentou gêneros musicais bem variados da MPB como samba, reggae, baião e axé. “Esse movimento cultural valoriza a categoria artística e incentiva a cultura e arte do nosso povo”, conclui.

Circo

Presente em todas as edições da Sexta Cultural, as intervenções circenses do grupo Trupe Açu garantiram ao público infantil muita animação e interação.O grupo é formado só por mulheres e já existe há sete anos, sendo fruto de um projeto social que foi realizado para a comunidade de Taquaruçu.

A representante da Trupe Açu, Ester Monteiro (palhaça Pipoca), com muita trapalhada e malabarismo, proporcionou momentos de risada e encanto. “O foco principal dentro do circo é levar o poder da palhaçaria não só para animar a plateia, mas também promover um resgate das brincadeiras que fazem parte da infância de muita gente e da cultura popular tocantinense de forma lúdica e com muito humor”, ressalta a artista.

Dança

O grupo de dança contemporânea Oncontô, formado por adolescentes da rede pública de ensino da região sul de Palmas, apresentou um espetáculo com performance artística que reuniu dança, interpretação e interação com o público da Sexta Cultural.

Público

Foi por meio das redes sociais da Adetuc que o advogado Pedro Souza, acompanhado do amigo universitário de arquitetura Leonardo Santiago, ficou sabendo da programação da Sexta Cultural. Eles aproveitaram a noite para descontrair, colocar o papo em dia e curtir toda a programação desta 4ª edição do projeto.“Gostei muito de ter vindo conferir as atrações. Um evento bem organizado e com uma programação diversificada, além de poder degustar a gastronomia típica do Tocantins”, avalia Leonardo Santiago.

Já a fisioterapeuta Suen Santos foi acompanhar todas os espetáculos da noite pela primeira vez e ficou satisfeita com o evento. “Uma programação de excelência com um som que agrada os ouvidos, além de poder apreciar os artesãos que estão expondo seus belos trabalhos. Também adorei degustar as comidas comercializadas aqui. Um ambiente agradável, seguro e que contempla todas as idades. O povo tocantinense precisa prestigiar e valorizar nossas riquezas culturais”, revela.

Organização

O projeto Sexta Cultural é resultado de uma parceria entre o Instituto Cidadania Amazônia e o Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa, via emenda parlamentar da deputada estadual Claudia Lelis.

A próxima edição está prevista para o dia 5 de outubro. A mudança se dá em função das comemorações alusivas ao aniversário do Tocantins.

Fonte: Wladimir Machado/Secom-TO.

Posts recentes

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons