ESPECIAL! # Reafirmação de um modo de vida tradicional por meio do mutirão da quebra do coco babaçu

“Nossa história enquanto povo tradicional foi construída pelas mãos calejadas de mulheres fortes. Com a beleza e a firmeza de uma luta travada por mulheres. Se antes nossa atividade era desvalorizada, hoje estampamos o orgulho de preservar nosso sustento e tradições, mesmo diante das dificuldades que sempre nos foram impostas”. As palavras foram ditas pela quebradeira de coco babaçu e liderança na Baixada Maranhense, Rosenilde Gregória, ao grupo de mulheres da Comunidade do Cajueiro, zona rural de São Luís (MA).

Na ocasião foi realizado o mutirão da quebra do coco babaçu, nos dias 04 e 05 de outubro. A troca de saberes resultou ainda mais no fortalecimento da cultura tradicional daquele território. A prática da quebra do coco na região está ameaçada pela construção de um grande porto com investimentos do capital chinês. Cerca de 500 famílias, que moram no local há mais de 30 anos, estão ameaçadas de perderem seus lares.

O encontro entre as quebradeiras de coco babaçu do Cajueiro e mulheres da Baixada Maranhense e da região do Mearim do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) reafirmou ainda mais suas identidades como quebradeiras de coco babaçu. Foram dois dias de “Rodas de Conversa” sobre temáticas variadas: fortalecimento político, conservação ambiental, contextos social, todos voltados aos direitos produtivos e reprodutivos da mulher. As conversas aconteceram durante a quebra de 20 quilos de coco que renderão 10 litros de azeite, além da produção do bolo, biscoito e mingau da farinha do mesocarpo do babaçu…

CONTINUE LENDO,clique!…

DETALHES:


Esse tipo de posts é só aqui que é repercutimos!!!..Ôh!…mas respeito com nossas comunidades tradicionais!!!

Posts recentes

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons