Banco Mundial avalia resultados do projeto GEF Cerrado Sustentável

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) recebeu na última terça-feira, 12, representantes do Banco Mundial para avaliação dos resultados obtidos pelo programa Global Environment Found (GEF) Cerrado Sustentável. A visita tem o intuito de aferir os resultados gerados pós-execução do programa, realizado entre os anos de 2010 e 2015.

O projeto que teve como objetivo melhorar a gestão dos recursos naturais do bioma Cerrado no Tocantins teve apoio financeiro do Banco Mundial em parceria com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins) como executores. As diretrizes que permearam o projeto foram: conservação da biodiversidade, o uso sustentável dos recursos naturais e o desenvolvimento de políticas públicas para o meio ambiente.

O representante do Banco Mundial Jonh Redwood, explica a finalidade da visita. “Não estamos aqui para avaliar os indicadores do projeto, mas para conhecer as experiências resultantes do processo, o que deu certo e quais foram os obstáculos enfrentados durante a execução. Queremos saber dos impactos na relação biodiversidade e agricultura e como as comunidades tradicionais foram beneficiadas com o projeto”.

Na componente conservação da biodiversidade, dentre os resultados obtidos estão os estudos e a apresentação de instrumentos legais para aprovação e criação de 250 mil hectares adicionais de Unidades de Conservação (UC’s), dentre eles está o Monumento Natural da Serra da Cangalha, enviado a Casa Civil. Além de propor a criação de novas UC’s está o fortalecimento das já existentes que para a engenheira agrônoma Cristiane Peres foi um dos maiores benefícios conquistados com o projeto “A consolidação, gestão e o fortalecimento das UC’s por meio de capacitações e consultas públicas realizadas pela Secretaria pôde dar todo o suporte para estas Unidades com o recurso do GEF”. A construção da sede do Monumento Natural das Árvores Fossilizadas (Monaf), também foi umas das entregas do GEF Cerrado Sustentável. O Monaf foi criado por meio da Lei nº 1.179/2000, tendo recebido sua sede em 2015 garantindo estrutura própria de colaboradores e melhorando os serviços ofertados para a comunidade e turistas.

Para a diretora de Instrumentos e Gestão Ambiental, Marli Santos um dos impactos consideráveis com o GEF foi a criação do Sistema Informatizado de Gestão das Unidades de Conservação (Gesto), que é a ferramenta de acompanhamento da gestão de todas as áreas protegidas do estado do Tocantins, garantindo o acesso às informações sobre as UC’s, como processos de criação, mapas, notícias e documentos disponíveis aos usuários.

No uso sustentável dos recursos naturais, um plano regional para uso comunitário sustentável do capim dourado foi desenvolvido, além de capacitar mais de 129 pequenos produtores rurais em práticas de produção de baixo impacto e, ou, alternativas ao desmatamento nas áreas contempladas pelo projeto.

O Sistema de Informação para Gestão do Cadastro Ambiental Rural (SIGCAR), também é uma das entregas e se enquadra na componente d desenvolvimento de políticas públicas. A plataforma eletrônica é utilizada para o registro gratuito da propriedade rural, que além de ser pré-requisito para o licenciamento ambiental, fornece informações para o monitoramento do desmatamento. A revisão da Lei 775/95 que trata da Política Estadual de Florestas aprimorou as diretrizes, instrumentos e ferramentas da Lei Florestal do Estado e se encontra em fase final de discussão no Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema).

Parque Cantão

Os representantes do Banco Mundial participam de consulta pública nesta quarta, 13, no Parque Estadual do Cantão para conhecer as comunidades ribeirinhas e dialogar sobre as necessidades que as comunidades enfrentam e também conhecer a estrutura do parque. Na próxima quinta-feira, 14, seguem com reuniões com representantes indígenas, com o Instituto de Natureza do Tocantins e o Instituto de Desenvolvimento Rural.

Fonte: Thuanny Vieira/Secom-TO./ambiente
Legenda:
F1 – Parque Estadual do CantãoParque Estadual do Cantão – Fernando Alves/Governo do Tocantins
F2-Secretário Renato Jayme recebeu representantes do Banco Mundial para avaliação do projeto Cerrado Sustentável – Divulgação Semarh/Governo do Tocantins

Posts recentes

  • Câmara Municipal de Araguaína iniciará votação do Orçamento para 2020
    A Câmara Municipal de Araguaína iniciará o processo de votação da Lei Orçamentária Anula (LOA) para o exercício de 2020 na tarde da próxima terça-feira (10) em Sessão Extraordinária. O Presidente da Câmara, vereador Aldair da Costa Sousa (Gipão), convocará Sessão Extraordinária na próxima terça-feira (10) para o início da votação do Orçamento de 2020, … Leia mais
  • DPE-TO participa de audiência pública sobre acessibilidade em Araguaína
    Uma audiência pública voltada para as demandas de acessibilidade da população com deficiência na Câmara de Vereadores de Araguaína aconteceu na última sexta-feira, 06. O coordenador do Núcleo Aplicado das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac), o defensor público Pablo Chaer, integrou a mesa de honra da solenidade, proposta pelo presidente da Casa, vereador Aldair da … Leia mais
  • Programação de Natal de Araguaína inicia na próxima quinta-feira, 12
    As praças das Nações e do Setor Noroeste estão sendo decoradas para receber as atrações artísticas até o Natal, dia 25 Serão 14 dias de apresentações teatrais e musicais até o dia 25. A abertura da programação terá a chegada do Papai e Mamãe Noel A Programação de Natal de Araguaína inicia na próxima quinta-feira, … Leia mais
  • Reforma administrativa: Fim da estabilidade favorece perseguição ideológica de servidores
    Antonio Tuccílio, presidente da CNSP. Autor: Antonio Tuccílio, presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP) A gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL) promete muitas reformas. A da Previdência já foi aprovada. A tributária, que há décadas é tida como uma necessidade, deve entrar na pauta em breve. E, para completar o time das reformas, … Leia mais
  • Projeto Live DPE alcança mais de seis mil pessoas
    Realizado pela Defensoria Pública, transmissões ao vivo ofertam entrevistas com temas relevantes sobre a prestação de serviços da Instituição e defesa do cidadão Com a proposta de ser uma conexão direta via redes sociais entre defensoras e defensores públicos e a comunidade em geral, o projeto Live DPE – com apenas sete meses no ar … Leia mais

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons