Alteração na Lei Maria da Penha facilita divórcio para mulheres vítimas de violência doméstica

Mulheres que são ou foram vítimas de violência doméstica praticada pelo marido podem iniciar o processo para divórcio ou dissolução da união estável na localidade onde residem e não necessariamente no mesmo município onde o casal mantinha domicílio. A mudança consta em Lei 13.894/2019 que altera pontos da Lei nº 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, e foi repercutida nesta quinta-feira, 21, durante ação do projeto Live DPE, realizado pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO).

A alteração é vista como positiva na análise do defensor público da área de Família e diretor da Regional Palmas da Defensoria, Leonardo Coelho. “A medida favorece as mulheres vítimas de violência porque em muitos casos a mulher teve que se mudar para outra cidade, até mesmo outro Estado, fugindo do agressor. Agora, com a Lei sancionada no último dia 29, ela pode ingressar com o pedido de divórcio de onde ela estiver. Fica o domicílio da mulher sendo o foro de competência para divórcio e também separação judicial, anulação de casamento e reconhecimento da união estável a ser dissolvida”, disse o Defensor Público durante entrevista ao vivo transmitida nas redes sociais da Defensoria Pública.

Ainda sobre violência doméstica, o Defensor Público destacou que a DPE-TO possui um núcleo específico para atendimento, o Núcleo Especializado em Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem), com excelência nas atividades e acompanhamento das mulheres vítimas desse tipo de agressão. “Se você é vítima de violência doméstica, não sofra, se liberte! A Defensoria Pública pode te ajudar”, afirmou Leonardo Coelho.

Ao falar sobre divórcio, o Defensor Público destacou que o tema é recorrente nos atendimentos da área de Família na Defensoria Pública. Ele explicou a diferença entre separação e divórcio, abordou os direitos de todas as partes em casos de separação judicial e esclareceu dúvidas sobre o assunto relacionadas à guarda de filhos, divisão de bens e pensão alimentícia para ex-cônjuges.

Live DPE

O projeto Live DPE é realizado pela Defensoria Pública, por meio do setor de Comunicação, e promove entrevistas ao vivo com defensoras e defensores públicos sobre diversos temas relacionados a acesso à Justiça, direitos dos cidadãos e atuação da Defensoria. A proposta é que as pessoas conectadas aos perfis da Instituição nas redes possam participar enviando perguntas e absorvendo conhecimento sobre os temas tratados.

Atendimentos

As informações prestadas nas ações do “Live DPE” ficam disponíveis no canal da Defensoria no Youtube (defensoriaTO) para acesso livre. Já o atendimento na Instituição segue as normativas estabelecidas na Resolução 170/2018 do Conselho Superior da Defensoria Pública (CSDP), que institui parâmetros para atendimento.

Conforme esse dispositivo, podem ser atendidas na Defensoria Pública pessoas com renda individual de até 2,5 salários mínimos, entre outros critérios.

Conforme dados da Corregedoria Geral da DPE-TO apurados no período de janeiro a junho deste ano, 81,6% das pessoas atendidas têm renda mensal individual de zero a até um salário mínimo (R$ 998). A maioria (64,2%) tem filhos e 32,9% vive em imóvel alugado ou cedido.

Live DPE – Tema divórcio

Fonte: Cléo Oliveira / Ascom DPE-TO

Posts recentes

  • Câmara Municipal de Araguaína iniciará votação do Orçamento para 2020
    A Câmara Municipal de Araguaína iniciará o processo de votação da Lei Orçamentária Anula (LOA) para o exercício de 2020 na tarde da próxima terça-feira (10) em Sessão Extraordinária. O Presidente da Câmara, vereador Aldair da Costa Sousa (Gipão), convocará Sessão Extraordinária na próxima terça-feira (10) para o início da votação do Orçamento de 2020, … Leia mais
  • DPE-TO participa de audiência pública sobre acessibilidade em Araguaína
    Uma audiência pública voltada para as demandas de acessibilidade da população com deficiência na Câmara de Vereadores de Araguaína aconteceu na última sexta-feira, 06. O coordenador do Núcleo Aplicado das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac), o defensor público Pablo Chaer, integrou a mesa de honra da solenidade, proposta pelo presidente da Casa, vereador Aldair da … Leia mais
  • Programação de Natal de Araguaína inicia na próxima quinta-feira, 12
    As praças das Nações e do Setor Noroeste estão sendo decoradas para receber as atrações artísticas até o Natal, dia 25 Serão 14 dias de apresentações teatrais e musicais até o dia 25. A abertura da programação terá a chegada do Papai e Mamãe Noel A Programação de Natal de Araguaína inicia na próxima quinta-feira, … Leia mais
  • Reforma administrativa: Fim da estabilidade favorece perseguição ideológica de servidores
    Antonio Tuccílio, presidente da CNSP. Autor: Antonio Tuccílio, presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP) A gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL) promete muitas reformas. A da Previdência já foi aprovada. A tributária, que há décadas é tida como uma necessidade, deve entrar na pauta em breve. E, para completar o time das reformas, … Leia mais
  • Projeto Live DPE alcança mais de seis mil pessoas
    Realizado pela Defensoria Pública, transmissões ao vivo ofertam entrevistas com temas relevantes sobre a prestação de serviços da Instituição e defesa do cidadão Com a proposta de ser uma conexão direta via redes sociais entre defensoras e defensores públicos e a comunidade em geral, o projeto Live DPE – com apenas sete meses no ar … Leia mais

Categorias

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons