Tocantins encerra participação na COP 25 com negociações de até R$ 2 bilhões

Registradora de carbono Markit propõe um leilão dos créditos do Tocantins no período de 2006 a 2017 Governo do Tocantins Reunião com o banco alemão DZ Bank coloca o estado em visibilidade entre os compradores internacionais Fundo Americano Emergent – Forest Finance Accelerator apresenta proposta para agenciar as vendas de crédito de carbono do Tocantins


Com uma agenda extensa de atividades, reuniões e encontros na Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas para Mudanças Climáticas – COP 25, que ocorreu entre os dias 2 e 13 de dezembro, em Madrid, Espanha, a comitiva do Tocantins apresentou os potenciais do Estado no maior evento de mudanças climáticas do mundo. O Tocantins mostrou à comunidade internacional que tem feito o dever de casa, reduzindo as emissões de gases, por meio da redução do desmatamento, aumento das áreas de preservação ambiental e com políticas públicas robustas de proteção e educação ambiental.

O Tocantins reduziu suas emissões em 137 milhões de toneladas de CO2, entre 2006 e 2017, já atestadas nas resoluções 6 e 14 da Comissão Nacional para Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação(Conaredd+), coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente. O montante é resultado somente da redução de desmatamentos nos 13% do território do Estado que corresponde ao Bioma Amazônia, desconsiderando o Cerrado.

Reuniões estratégicas com o banco alemão DZ Bank, o Fundo Americano Emergent – Forest Finance Accelerator e a registradora de carbono Markit colocaram o Estado em visibilidade entre os compradores internacionais de ativos ambientais, momento mais que oportuno, já que o ano de 2020 será um marco para efetivação dos mercados de carbono. A partir deste ano, entrarão em vigor os principais acordos internacionais voltados para combater a mudança do clima e reduzir as emissões globais de gases de efeito estufa (GEE). Dentre os principais acordos estão o Acordo de Paris e o Esquema de Redução e Compensação de Emissões da Aviação Civil Internacional (Corsia).

A reunião com o DZ Bank teve como objetivo discutir a proposta de emissão de green bonds, que são Títulos Verdes, emitidos para a captação de recursos para investimentos em projetos de sustentabilidade que visam à mitigação dos efeitos das mudanças climáticas. A proposta da DZ Bank é para emissão dos créditos de carbono já obtidos pelo Tocantins entre 2016 e 2017 em conjunto com os créditos do Governo Federal, que somam 14,5 milhões de toneladas de carbono, chegando ao valor de R$ 300 milhões em recursos para o Estado.

Com a Emergent, a proposta apresentada pelo grupo foi agenciar a venda de todos os créditos de carbono do Tocantins, sendo garantida a compra da ordem de U$ 5 a U$ 9 por tonelada de carbono, para 2016 e 2017, e valores abaixo do mercado para os anos anteriores. A Markit, que é uma registradora de carbono, propôs um leilão dos créditos do Tocantins no período de 2006 a 2017.

Para o vice-governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, a participação do Tocantins na COP 25 foi positiva. “O banco alemão tem todo interesse em comprar os créditos de carbono que temos garantido, eles se manifestaram favoráreis à compra e isso leva recurso para o Tocantins para financiar projetos como é o caso do PAM [Programa Pátria Amada Mirim], a produção agrícola familiar, dentre outros projetos, nos quais destinaremos um percentual forte desse investimento que poderá entrar em breve. Foi uma das reuniões mais importantes que tivemos aqui na COP 25. As demais também apresentaram propostas interessantes a serem analisadas com o governador Mauro Carlesse. Eu estou muito feliz com a nossa participação na COP 25 e esperamos que os recursos cheguem em breve, já que temos uma reunião agendada para março com o banco alemão para tratarmos diretamente com o governador Mauro Carlesse a respeito da venda dos créditos de carbono”.

O banco alemão e a Emergent manifestarão o interesse na compra dos créditos de carbono do Estado por meio de uma Carta de Intenção. O DZ Bank realizará uma visita ao Tocantins em março para tratar do assunto diretamente com o governador Mauro Carlesse.

Fonte: Thuanny Vieira/Secom-TO.

Posts recentes

Categorias

[jetpack_subscription_form show_only_email_and_button=”true” custom_background_button_color=”undefined” custom_text_button_color=”undefined” submit_button_text=”Inscrever-se” submit_button_classes=”undefined” show_subscribers_total=”false” ]

Publicidade

Blog Selo 144 – Proto da visão do projeto
Share On Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons