Pesquisas da FIETO mostram confiança do empresário mesmo diante de desaquecimento na atividade industrial

Sondagem Industrial avalia 4º trimestre de 2019 e o Índice de Confiança traz dados de janeiro deste ano.

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria (ICEI) registrou o 2º melhor resultado de toda a série histórica da pesquisa ao chegar a 63,2 pontos neste mês de janeiro. Pontuações acima de 50 pontos demonstram otimismo do segmento para os próximos 6 meses, conforme a metodologia da pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO) e Confederação Nacional da Indústria (CNI). Já a avaliação da Sondagem Industrial do 4º trimestre mostra queda na atividade do período.

O ICEI ficou 1,7 pontos acima do valor alcançado no levantamento anterior, de outubro de 2019, perdendo apenas para o maior valor registrado na pesquisa, 65,2 pontos, registrado em janeiro de 2019. O indicador é formado por dois componentes: as Condições Atuais pontuadas com 55,1 pontos pelos empresários pesquisados e Expectativas que atingiram 67,3 pontos em janeiro. Ambos os resultados apresentam crescimento em relação a apuração do trimestre anterior (agosto, setembro e outubro/ 2019) de 2019 quando registraram 53,2 e 65,7 pontos, respectivamente.

Já a Sondagem Industrial do trimestre (outubro, novembro e dezembro/ 2019) mostra desaquecimento da atividade industrial. Isto pode ser visto em indicadores com pontuação abaixa da linha divisória de 50 pontos, a exemplo do índice de Evolução da Produção (45 pontos), Evolução dos Estoques (42 pontos), Satisfação com a Margem de Lucro Operacional (39 pontos), Número de Empregados (45 pontos) e Acesso ao Crédito (33 pontos).

A queda no indicador que reflete a dificuldade ou não de obtenção de crédito foi destacada na avaliação da gerente da Unidade de Desenvolvimento Industrial, Amanda Barbosa. “O empresário tocantinense sempre sinalizou dificuldade na obtenção de créditos e neste último trimestre de 2019 o indicador Acesso ao Crédito caiu 8 pontos registrando 33 pontos. Esta também é uma realidade apresentada no cenário nacional”, analisa a gerente.

Mesmo apresentando queda de 4 pontos, em relação ao trimestre anterior, a Utilização da Capacidade Instalada (61 pontos) se manteve acima da linha divisória de 50 pontos, demonstrando otimismo pelos empresários do segmento industrial. O otimismo é confirmado nos indicadores de Expectativas para os próximos 6 meses composto da análise de Demanda (60,8 pontos), Compra de Matéria-Prima (59 pontos) e Número de Empregados (53 pontos) que lograram crescimento de 8, 6 e 7 pontos, respectivamente, em relação ao trimestre anterior. 

As pesquisas são realizadas por meio de formulários respondidos pelos empresários da indústria on line no qual são atribuídas pontuações a cada um dos indicadores de acordo coma avaliação de seu negócio. A análise individual da empresa na pesquisa é confidencial e enviada somente aos respondentes. Os resultados das pesquisas são publicados no site www.fieto.com.br link Estudos e Pesquisas.

Fonte: Priscila Cavalcante/Assessoria de Imprensa FIETO

Posts recentes

Categorias

Blog blog

http://cerradopost.com/blogkonjuntura/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons