Semarh fecha acordos de cooperação para projetos ambientais durante encontros com instituições em Brasília

Buscando mostrar propostas de desenvolvimento sustentável para o Tocantins ao longo dos próximos 20 anos e conseguir suporte financeiro, o secretário do Meio Ambiente, Renato Jayme e a diretora de Instrumentos de Gestão Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Marli Santos, participaram de reuniões com representantes de várias instituições em Brasília na última quinta e sexta feira, 06 e 07.

Fruto das reuniões é a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre o Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e a Secretaria, prevista para ainda este mês, que irá garantir o suporte técnico e financeiro do SFB para o Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O secretário Renato Jayme e a diretora Marli Santos, também se reuniram com os representantes do Banco Mundial, na qual ficou acordado a reforma da Semarh e a execução das ações previstas para a área de meio ambiente no Tocantins, dentre elas: Resíduos Sólidos, Energia Solar e o acesso aos recursos de REM (REDD for Early Movers), que é uma das iniciativas de remuneração de serviços ambientais, baseada em resultados que premia o pioneirismo em atividades de REDD+ (Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação florestal).

No encontro com o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e com Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) foram esclarecidas as regras de habilitação do Estado para acessar recursos de REDD+. Ainda durante a reunião ficou estabelecido que a GIZ vai dar suporte para o Tocantins se tornar elegível na captação desses recursos.

Segundo o secretário da Semarh, Renato Jayme “as reuniões em Brasília foram importantes para o Estado, até porque temos que pensar no Tocantins do futuro e começar a pautar agora as ações que vamos desenvolver. Conseguimos concluir o nosso objetivo de apresentar e buscar parceiros e investidores para as ações e temas relacionados ao meio ambiente no Estado”, afirmou.

Para o Ministério do Meio Ambiente da Alemanha (BMU) foram apresentados o Plano Estadual de Resíduos Sólidos, as Unidades de Conservação, a Estratégia Tocantins 20-40, o Atlas Solarimétrico e o REM. Ainda no encontro com representantes do BMU foi apresentado o programa Pátria Amada Mirim (PAM), um projeto socioambiental do Estado do Tocantins que vai atender alunos que estejam matriculados na rede pública estadual de ensino do 1º ao 9º ano, na faixa etária de 06 a 14 anos, oriundas de famílias de baixa renda e que ainda não foram contempladas em outros programas semelhantes.

Na reunião com o representante do Banco de Desenvolvimento Alemão (KFW), Martin Schroeder foi discutido o financiamento para energia fotovoltaica, eficiência enérgica, regularização ambiental da propriedade rural e REM.

A diretora Marli Santos declara que as reuniões foram importantes para a construção de alicerces na busca de parcerias. “As reuniões da Semarh com os representantes das diversas instituições possibilitaram a apresentação das ações estratégicas do órgão, o esclarecimento de dúvidas e a construção de alicerces para parcerias que visem alavancar as iniciativas ambientais do Tocantins”.

Fonte: Robson Corrêa/Semarh/TO.

Legenda:

Esplanada dos ministérios em Brasília Esplanada dos ministérios em Brasília – Fernando Alves/Governo do Tocantins

Posts recentes

Categorias

[jetpack_subscription_form show_only_email_and_button=”true” custom_background_button_color=”undefined” custom_text_button_color=”undefined” submit_button_text=”Inscreva-se” submit_button_classes=”undefined” show_subscribers_total=”false” ]

Blog:

Share On Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons